MAFECAR completa 50 anos fiel aos seus valores de empresa familiar comprometida com o desenvolvimento dos seus clientes nas oficinas.

22/03/2024

MAFECAR, parceiro da Groupauto Unión Ibérica (GAUIb) em Ávila, celebra este 2024 o seu quinquagésimo aniversário. Por essa razão, quisemos conhecer melhor a história, a realidade atual e os desafios futuros da empresa. Fundada em 1974 por Federico García, até então chefe de peças na "Seat" de Ávila, a empresa conta atualmente com nove funcionários, quatro veículos, 1.200 metros quadrados de loja e mais 1.000 metros quadrados de armazém. "Somos uma empresa familiar", explica Alfonso García, segunda geração do negócio, destacando os valores de integridade, proximidade com o cliente e inovação contínua que caracterizam a MAFECAR. E também destacando a contribuição da GAUIb para o desenvolvimento da empresa, desde que esta se juntou ao grupo em 2000 até ao momento atual, e a contribuição representada por ferramentas como o GSMART, EuroTaller ou o Club del Taller. Ouçamos Alfonso:

VALORES. A INTEGRIDADE, PEDRA ANGULAR DA EMPRESA

Uf, não se brinca com isto... porque muitas vezes, ao observar certas tendências do mercado, alguns dos valores históricos da empresa vacilavam, mas no final mantivemo-nos fiéis a eles, e isso trouxe-nos até hoje. Acredito que sem o primeiro que vou mencionar, seria impossível ter aguentado estes 50 anos: integridade. É um mantra que se mantém desde o primeiro dia em que o meu pai abriu as portas, e que me foi incutido durante todo o tempo que temos trabalhado juntos. É preciso ser honesto e transparente, tanto na relação com o fornecedor como com os clientes... e, claro, com a própria equipa.

O seguinte que diria seria a qualidade. Sempre defendemos uma peça de qualidade, que cumprisse os requisitos originais, e por isso sempre estivemos ligados às principais marcas. Isso custou-nos em termos de volume de negócios, especialmente em tempos de crise. Mas voltamos ao que disse antes: aguentar 50 anos com um produto que não cumprisse as exigências dos nossos clientes seria impossível para nós. Às vezes é como desempenhar um pouco o papel de pai, quando apesar de o teu filho pedir comida pouco saudável ou mais tempo para jogar com o tablet, tens que dizer que não, e ele fica zangado, mas tu sabes que a curto e longo prazo é o melhor para ele. Pois com as peças baratas é a mesma coisa, muitos clientes pedem-nos porque o seu cliente os pressiona, ou outro distribuidor as oferece... E muitas vezes sentes-te tentado a ceder, mas no final sabes que a longo prazo não é o melhor.

Poderia dizer mais, porque os há, mas encerraria esta questão com a inovação. Tem sido um pilar fundamental para defender o nosso lugar no mercado. Desde o início, sendo o primeiro distribuidor integral de peças em Ávila (incluindo eletricidade, mecânica, chapa, ferramentas...), até aos tempos mais recentes, sendo os primeiros a disponibilizar aos nossos clientes uma solução B2B online.

VANTAGENS COMPETITIVAS: COMPROMISSO, ADAPTABILIDADE E CAPITAL HUMANO

Destacaria o compromisso, um pouco ligado à integridade que falámos antes. Os nossos clientes sabem que a Mafecar vai fazer tudo ao seu alcance para encontrar a melhor solução possível para o seu problema. Por vezes, a velocidade com que podemos oferecer uma solução é limitada, mas acho que os nossos clientes valorizam muito esse empenho em vez do que podemos considerar uma mera transação comercial com intervenientes maiores no mercado.

Também a adaptabilidade, provavelmente sem ela não estaríamos aqui também. Ser muito flexível e imaginativo e encontrar soluções para as exigências ou necessidades dos nossos clientes tendo em conta a realidade que temos. Somos uma empresa pequena e estamos numa cidade pequena, o que complica muito, por exemplo, encontrar grupos de formação ou alcançar um número mínimo de oficinas para lhes prestar assistência. Mas sempre quisemos que os nossos clientes tivessem acesso a todas as soluções do mercado e tivemos que ser criativos para lhes poder oferecer. Aqui novamente destacaria também o trabalho da GAUIb.

Diria por último a lealdade ou a familiaridade, não sei qual das duas palavras englobaria melhor o que quero expressar.

Internamente, a nossa equipa é uma família, os seus problemas são os nossos e ajudamo-los no que pudermos, quer seja um problema laboral ou externo. Procuramos que trabalhem num ambiente familiar, descontraído, próximo, que lhes dê segurança, são parte da nossa família e queremos que continue assim (uma boa prova disso é que a grande maioria da equipa tem toda a sua carreira connosco). Na verdade, isso acrescenta muito, e tenho que dizer que é devolvido com juros. Temos muita sorte de ter a equipa humana que temos, e esperemos que em breve mais pessoas se possam juntar a nós.

Isso também seria extrapolável para os nossos clientes. Com os nossos clientes, procuramos sempre relações leais e de longo prazo. No final, fazemos os seus problemas nossos, e esforçamo-nos por encontrar uma solução para eles. Acho que é algo que os nossos clientes valorizam muito, e é uma responsabilidade muito grande, porque muitas vezes dão como certo que vamos encontrar uma solução satisfatória e é difícil fazê-los entender que não se consegue com uma simples chamada ou uma gestão qualquer. Daqui peço desculpa aos nossos fornecedores pela insistência que às vezes temos que ter, mas não há outra escolha senão persistir até encontrar uma solução. Infelizmente, tenho que dizer que a velocidade e a imediatez que o mercado exige hoje em dia tornam esta tarefa cada vez mais complicada, e isso também faz com que os nossos esforços nesse sentido se concentrem cada vez mais nos clientes em que a lealdade e a familiaridade são recíprocas.

DESAFIOS DO FUTURO: DIGITALIZAÇÃO E EFICIÊNCIA

O principal desafio é a digitalização. Praticamente todos os intervenientes no mercado têm a sua própria solução online B2B, e as oficinas estão inundadas de ofertas e informações. Encontrar a fórmula perfeita que facilite a informação necessária no momento em que é necessária, e que essa informação (seja uma correspondência de referência, uma equivalente, a disponibilidade do fornecedor, Info OEM...) seja rápida, correta e ao mesmo tempo amigável para o mecânico... é a pedra filosofal.

Também não podemos esquecer a incerteza do mercado automóvel nos dias de hoje. Como será o carro do futuro? Híbrido, hidrogênio, combustíveis renováveis? E o elétrico? Agora começamos a ver como muitos fabricantes estão a recuar nesse sentido, mas tenho a certeza de que se me tivessem perguntado há 2 ou 4 anos, teríamos concordado que o futuro apontava para lá...

Carro próprio, partilhado, alugado? São muitos os fatores que influenciam as decisões que tens de tomar hoje em dia, e que pequenas empresas como a nossa têm de ter muito em conta porque a sua capacidade económica para pivotar é mais limitada.

Um pouco ligado a este último ponto que acabei de mencionar está o facto de como continuar a ser competitivo quando no mercado tens intervenientes cada vez maiores, tudo está cada vez mais globalizado, os fabricantes estão cada vez mais pressionados (como nós), os acordos e negociações são feitos entre altos cargos que muitas vezes nem conheces e a margem de manobra que podes ter com o representante de cada marca está a diminuir, na verdade, em muitos casos já é apenas uma formalidade. Aqui, lanço uma lança em favor de todo o pessoal do nosso grupo, que remam em nosso nome dia após dia para encontrar os melhores acordos possíveis e sem eles, provavelmente, já teríamos tido que mudar o modelo de negócio.

Para concluir, mas abrangendo um pouco de tudo, o principal desafio subjacente a tudo isto é como conseguir ser o mais eficiente possível em cada faceta, para que o resultado líquido, no mínimo, se mantenha ano após ano.

OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES DA OFICINA: GSMART, EUROTALLER E CLUB DEL TALLER

O principal desafio para a oficina é ter acesso a informações verídicas e adequadas no momento certo. É impossível que consigam ter em mente o funcionamento de cada sistema de injeção, de cada sensor, qual é o óleo adequado para cada motorização em cada ano, os intervalos de manutenção... Aqui, a melhor ajuda que podemos oferecer é o GSMART. Mais uma vez, destaco o trabalho da GAUIb. Conseguimos desenvolver uma ferramenta muito poderosa, que será aprimorada a cada dia, e que oferece tudo isso que mencionamos à oficina de uma só vez. Excelente.

A isso acrescentamos a tecnologia que cada vez mais é incorporada em todos os tipos de veículos, até nas gamas mais baixas. Um erro na montagem ou um diagnóstico inadequado, com o custo das peças de hoje em dia, somado à mão de obra que deixa de ser faturada, gera muitas perdas e isso, por sua vez, gera insegurança na hora de trabalhar num veículo. Para mim, é totalmente essencial hoje em dia contar com formação e assistência técnica, e aqui novamente é exatamente onde entramos nós, oferecendo soluções como o Club del Taller ou EuroTaller, nas quais ajudaremos o nosso cliente com qualquer coisa que precise desde que um carro entre pela porta da oficina até sair.

Uma preocupação muito grande das oficinas é o acesso dos seus clientes a preços cada vez mais baixos das peças, devido ao crescimento (é verdade que em Espanha por enquanto é muito residual) das plataformas de venda online. Até participamos de reuniões com associações de oficinas para encontrar soluções, mas é verdade que seria como pôr portas ao campo.

Aqui ajudamo-los de duas maneiras. A primeira é oferecendo tarifas mais baixas em famílias específicas de manutenção, de forma a reduzir a diferença entre o que o cliente vê na internet e o que verá na fatura da oficina, e a segunda é focando a oficina no que ela realmente pode fazer, que é no que faz dentro da sua própria oficina. Para isso, a formação na gestão da oficina é totalmente esclarecedora e reveladora para eles. É aí que realmente veem onde podem melhorar a sua rentabilidade.

O VALOR DA GAUIb

Juntamo-nos à GAUIb em 2000. É fácil dizer estando dentro dela, mas parece-me o melhor grupo de distribuição em que poderíamos estar. A equipa humana é excepcional, e a evolução que teve, especialmente nos últimos anos, tem sido exponencial. Para nós, é um privilégio fazer parte dela. O que mais valorizamos é que partilhamos muitos dos princípios e valores que temos como empresa, mas se tivesse que destacar algo, seria que partilhamos uma visão de futuro, e fazemo-lo querendo ser pioneiros. Talvez em alguma ocasião nos faça tomar alguma decisão errada, mas se tiver que falhar em alguma coisa, prefiro que seja por ter-me atrevido do que por ter esperado.

É difícil fazer uma previsão de como seríamos ou onde estaríamos sem o grupo, mas acredito que não estou enganado ao dizer que foi fundamental para estarmos aqui hoje, e para podermos estar no futuro. Contamos com colegas muito fortes que nos proporcionaram acesso a condições muito boas, e o que mais gosto é que isso é feito com a convicção da unidade, de que o caminho é remar todos juntos na mesma direção para chegarmos o mais longe possível.

Nos últimos anos, as necessidades cresceram tanto que cada vez temos mais pessoal na sede, e embora pareça repetitivo, parece-me que temos uma equipa fantástica. Pessoas superprofissionais, dedicadas, trabalhando pelo bem de todos e perfeitamente coordenadas por Juan Carlos.

Acredito que estamos numa posição muito vantajosa, e o que espero do grupo para o futuro é exatamente isso, manter-nos nesta posição de antecipação, de pioneirismo, que nos permita estar na vanguarda da distribuição.